Instituto Formação recebe Prêmio Ponto de Mídia Livre

O Instituto Formação recebeu o prêmio Ponto de Mídia Livre na categoria estadual, concedido pela Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura, pela iniciativa “Rede de Jovens Comunicadores do Território Rural Campos e Lagos Maranhenses”.

No total, foram premiadas 67 iniciativas de mídias livres em todo o território nacional.

A premiação contemplou 23 iniciativas na categoria regional/nacional, com R$ 100 mil, e 44 na categoria local/estadual, com R$ 50 mil, totalizando um investimento do Ministério da Cultura no valor de R$ 4,5 milhões.

A região Nordeste teve quatro projetos premiados na categoria regional/nacional, e 15 na categoria local/estadual. No Maranhão, além do Instituto Formação, outras duas organizações (Agência Matraca e Laborarte) receberam o prêmio.

A organização de uma Rede de Jovens Comunicadores do Território Rural Campos e Lagos Maranhenses foi pensada dentro de um conjunto de estratégias desenvolvidas em nove municípios (Arari, Cajari, Matinha, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Penalva, São Bento, São João Batista e São Vicente Férrer), desde 2003, com o objetivo de melhorar a realidade dos habitantes dessa região.

Para o desenvolvimento desse trabalho, partiu-se do pressuposto do Direito a Comunicação como um direito fundamental de todos os cidadãos, mas que na prática é negado à grande maioria das populações, especialmente, daquelas que habitam localidades com baixos indicadores sociais e humanos,

Para a constituição da rede, investiu-se ao longo dos últimos 7 anos na construção de bases teóricas e práticas para a criação de mídias alternativas, democratizando o acesso e a produção de conhecimentos articulados em nível local, territorial e nacional.

A Rede de Jovens Comunicadores, formada por moradores desse território, constitui-se numa estrutura importante para a democratização do acesso e da produção de bens culturais, além de contribuir para ampliar a visibilidade da causa do projeto dentro da comunidade.

Os jovens comunicadores estão organizados nas cidades em Agências de Comunicação Educativa e passaram, ao longo dos últimos 7 anos, por duas edições de um Programa de Formação em Comunicação Educativa, coordenado pelo Instituto Formação, cujo total de participantes (nas duas versões) chegou a 441 jovens.

A organização da Rede de Jovens Comunicadores, assim como a realização de um Programa de Formação em Comunicação Educativa e a garantia de condições estruturantes para a produção de mídias alternativas possibilitaram uma série de resultados que impactam diretamente na democratização do direito a comunicação e do conhecimento no território, tais como:

a) programas radiofônicos apresentados pela juventude nas cidades de Arari, Matinha, Penalva e Olinda Nova do Maranhão;

b) publicação das edições nº 0, 1, 2, 3, 4 e 5 da Revista Cor (Coragem, Organização e Realização);

c) realização de campanhas educativas em áudios e vídeos – exemplo: Diga Não ao Trabalho Escravo;

d) instalação de 11 telecentros comunitários conectados à internet, cujo acesso já atinge quase 20 mil usuários;

e) formação de jovens para a manutenção permanente e monitoramento dos telecentros, assessorando a população no uso das novas tecnologias;

f) implantação de uma rádio comunitária na cidade de Olinda Nova do Maranhão e discussão para obtenção da licença de funcionamento da emissora no município;

g) produção de boletins informativos;

h) cobertura de eventos locais, estaduais e nacionais;

i) inserção dos jovens em estágios realizados em emissoras de TV e jornais no município de Santa Inês;

j) produção de vídeos, documentários e animações;

k) participação e premiação de jovens comunicadores em festivais de cinema;

m) instalação de uma sala de cinema em São João Batista e dois cinemas itinerantes nas cidades de Matinha e Cajari;

n) realização da primeira Conferência Livre de Comunicação e Juventude do Território Rural;

o) participação em redes nacionais de comunicação alternativa;

p) elaboração de pequenos projetos de comunicação, pela Rede de Jovens Comunicadores para fortalecimento das agências;

q) realização de oficinas de comunicação para crianças e adolescentes nos municípios.

Resultados do Prêmio Pontos de Mídia Livre

Foram premiadas 67 iniciativas de mídias livres no território nacional com o prêmio da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura, SCC-MinC, Pontos de Mídia Livre 2010.

A premiação contemplou 23 iniciativas na categoria regional/nacional, com R$ 100 mil, e 44 na categoria local/estadual, com R$ 50 mil, totalizando um investimento do Ministério da Cultura no valor de R$ 4,5 milhões. A região Nordeste teve quatro projetos premiados na categoria regional/nacional, e 15 na categoria local/estadual.

A portaria foi publicada hoje, 23 de junho, no Diário Oficial da União (D.O.U.). Nela constam também os demais classificados, com as respectivas notas. Confira a portaria, com a lista completa dos premiados e classificados no Prêmio Pontos de Mídia Livre 2010, e suas respectivas notas.

O prazo para pedidos de reavaliação dos projetos é de cinco dias úteis, até quarta-feira, 30.

Confira abaixo os projetos aprovados na Região Nordeste:

CATEGORIA  REGIONAL/NACIONAL

PROJETO PROPONENTE ESTADO
Nós por Exemplo – Site do Grupo Gay da Bahia e Jornal Homo Sapiens Grupo Quibamda Dudu – Grupo Gay Negro da Bahia BA
Cine Anima A Saga – Audiovisual e Cidadania PE
Revista Arraia Pajeurbe ONG – Caminhos de Iracema CE
Índios na Visão dos Índios Thydêwá BA

CATEGORIA LOCAL/ESTADUAL

PROPONENTE PROJETO ESTADO
Agência de Notícias da Infância Matraca Comunicação pelos Direitos de Crianças e Adolescentes MA
Centro de Documentação e Comunicação Popular – CECOP Projeto Núcleo do Audiovisual RN
Formação – Centro de Apoio à Educação Básica Rede de Jovens Comunicadores do Território Rural de Campos e Lagos Maranhenses MA
Centro de Formação do Educador Popular Maria da Conceição Coletivo Media Sana PE
ONG Catavento Comunicação e Educação Radioescola pela Educação CE
Instituto de Juventude Contemporânea Campanha “Quero Viver” CE
Companhia de Artes Cênicas Rheluz Núcleo de Comunicação Digital Pensar Filmes BA
Laboarte – Laboratório de Expressões Artísticas Testamento de Judas MA
União dos Moradores de Luta do Álvaro Weyne TVUMLAW CE
Centro de Assessoria Popular Caldeirão Rádio Mangue – as Vozes dos Povos do Mar CE
FUNDAL – Fundação Antônio Almeida Balcão do Músico BA
Comunidade Norte Riograndense de Defesa É só pra dar um toque RN
Fundação Nordestina do Cordel – FUNCOR Cordel nas Escolas PI
Centro Cultural Coco de Umbigada Rádio Amnésia – Nas ondas do Guadalupe PE
Instituto Jera O Q do Sertão BA

Edital Projetos – Instituto Baixada

Excelente oportunidade para elaboração de projetos que assegurem o funcionamento pleno dos Telecentros Jovem Cidadão , nos municípios da Baixada Maranhense.

Fundo Instituto Baixada

Apoio a Projetos Sociais da Baixada Maranhense

O Instituto Baixada lança edital para áreas vencedoras da II Audiência Pública realizada pelo Instituto Baixada no período de fevereiro e março de 2010.

Serão três fundos de apoio a projetos para as áreas especificas de Telecentros Comunitários, Arte e Cultura e Centros de Ensino Médio (Cemps).

1 – Fundo de Apoio a Telecentros Comunitários Jovem Cidadão;

Este fundo visa fortalecer os telecentros comunitários através do apoio a projetos que contemplem:

  • Manutenção da internet;
  • Assistência técnica;
  • Equipamentos;
  • Programa de formação de monitores.

Serão observados como critérios, na avaliação dos projetos, aqueles voltados para esses itens especificados.

O valor total do fundo, nesta edição, é de R$ 7.000,00 (sete mil reais)

Propõe-se que os projetos sejam encaminhados com parecer da Rede de Jovens Comunicadores da cidade.

2 – Fundo de Apoio à Arte e Cultura

Visa potencializar as companhias de teatro, dança e música da região da Baixada Maranhense.

Serão observados como critérios, na avaliação dos projetos, aqueles voltados para:

  • Revitalização de espaços já existentes para arte e cultura;
  • Intercâmbios na própria região;
  • Sustentabilidade de projetos já implantados;
  • Mobilização permanente da juventude através do teatro, dança e música;

Valor de subsídio para cada projeto será: mínimo R$ 500,00 (quinhentos reais) e máximo R$ 1.000,00 (um mil reais).

O valor total do fundo, nesta edição é de R$ 5.000,00 (cinco mil reais)

3 – Fundo de Apoio aos Centros de Ensino Médio e Educação Profissional (CEMPs)

Destinado a apoiar projetos incubados de alunos dos CEMPs, nas áreas de:

  • Agroecologia (hortas, pomares ou quintais produtivos);
  • Turismo de base comunitária;
  • Tecnologia da Informação e Comunicação;
  • Informática;
  • Enfermagem;
  • Magistério.

Serão observados como critérios, na avaliação dos projetos, aqueles voltados para:

a)      Dinamização econômica a partir da iniciativa dos jovens alunos;

b)      Envolvimento da família;

c)      Envolvimento dos professores/orientadores;

d)     Possibilidade de continuidade com outras etapas de apoio.

Valor de subsídio para cada projeto será de: mínimo R$ 500,00 (quinhentos reais) e máximo R$ 1.000,00 (um mil reais).

O valor total do fundo é de R$ 6.000,00 (seis mil reais)

O Instituto Baixada e a Incubadora de Projetos Produtivos buscarão mais recursos para elevação desse valor de apoio aos projetos dessa área.

O presente edital atenderá pedidos apenas da região de sua abrangência, ou seja, a Baixada Maranhense.

Serão aceitas propostas de organizações da sociedade civil – regularizadas juridicamente (com CNPJ) e também daquelas não regularizadas, mas que tenham trabalho reconhecido na comunidade que atua. No caso da organização não ser juridicamente constituída, o recurso deve ser recebido por outra organização parceira, que tenha essa institucionalidade.

O Fundo do Instituto Baixada, nesta edição:

  • não apóia iniciativas de governos;
  • não cobre salários (coordenadores e funcionários em geral);
  • cobre despesas com monitoria para acompanhamento de projetos;
  • cobre pagamento de horas trabalhadas em processos formativos;
  • cobre despesas com custeio de atividades.

Observe o Guia de elaboração de projetos apresentado pelo Instituto Baixada. Veja o guia aqui.

Prazo para envio de projetos: até 30 de junho de 2010.

Forma de envio de projetos: via postal datado até o dia 30/06/10 para o endereço: Rua das Limeiras, 14, Qd D, Jardim Renascença, CEP: 65075-260 – São Luis – Maranhão

Divulgação dos resultados: até 15 de julho

Início das atividades do Projeto: até 30 de julho

Para maiores informações e dúvidas na elaboração de projeto, não hesite em se comunicar com o seu Professor. Também pode contatar o Instituto Baixada e a Coordenação Geral da Incubadora de Projetos Produtivos pelos e-mails: marrecas@uol.com.br

institutobaixada@institutobaixada.or

formacao@formacao.org.br

Veja mais informações no site do Instituto Baixada: www.institutobaixada.org.br

Enquanto isso nos blogs da Rede

1. Agência da Liberdade

O Festival Guarnicê de Cinema, um dos mais tradicionais festivais de cinema do Brasil, anunciou, nesta sexta-feira (18/6), os 15 filmes participantes de sua 33ª edição. O evento acontece de 22 a 26 de junho, em São Luís, no Maranhão.

Informações:
33º Festival Guarnicê de Cinema
De 22 a 26 de junho de 2010
Local: Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no Cohafuma, em São Luís – MA.
Entrada gratuita.

2. Agência de São João Batista

SURAMA SOARES É A NOVA PREFEITA DE SÃO JOÃO BATISTA

O Tribunal Regional Eleitoral votou nesta quinta-feira, o ultimo recurso do ex-prefeito Eduardo Dominici para permanecer no cargo. Só que desta vez, todos os juizes do tribunal votaram pela permanência da decisão do juiz que cassou o mandato de Eduardo Dominici, Dr. Cristiano Sousa.
Agora a briga é no Supremo Tribunal Federal, em Brasília. Há informações ainda não confirmadas de que o ex-prefeito, Eduardo Dominici, esteja em Brasília tentando pegar uma liminar para voltar ao cargo de prefeito.
Enquanto isso, a agora prefeita, Surama Soares, e seu vice, Carlos Figueiredo, já estão tratando de como será sua gestão. Na ultima sexta-feira, numa carreata até a sede da Prefeitura Municipal, a prefeita disse que a primeira coisa que vai fazer será uma auditoria para ver como se encontra o município.
Mas ainda de acordo com informações de terceiros, o ex-prefeito cassado, tenta voltar de hoje pra manhâ através de uma liminar. O que nos resta é esperar mais um capitulo pela briga na justiça. Enquanto isso a população de São João Batista ficará sem festas juninas, é que até hoje, nada foi feito e nem divulgado sobre a comemorações junina na cidade.
Mais informações a qualquer momento. No twitter da Agência de São João Batista-http://twitter.com/agenciasjb . A qualquer momento novas informações sobre este caso.

3. Blog da Agência de Arari

No dia 05 de junho comemora-se o dia do meio ambiente.

A criação da data foi em 1972, em virtude de um encontro promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas), a fim de tratar assuntos ambientais, que englobam o planeta, mais conhecido como conferência das Nações Unidas.

A conferência reuniu 113 países, além de 250 organizações não governamentais, onde a pauta principal abordava a degradação que o homem tem causado ao meio ambiente e os riscos para sua sobrevivência, onde a diversidade biológica deveria ser preservada acima de qualquer possibilidade.

Nessa reunião, criaram-se vários documentos relacionados às questões ambientais, bem como um plano para traçar as ações da humanidade e dos governantes diante do problema.

A importância da data é devido às discussões que se abrem sobre a poluição do ar, do solo e da água; desmatamento; diminuição da biodiversidade e da água potável ao consumo humano, destruição da camada de ozônio, destruição das espécies vegetais e das florestas, extinção de animais, dentre outros.

A partir de 1974, o Brasil iniciou um trabalho de preservação ambiental, através da secretaria especial do meio ambiente, para levar à população informações acerca das responsabilidades de cada um diante da natureza.

Mas em face da vida moderna, os prejuízos ainda estão maiores. Uma enorme quantidade de lixos é descartada todos os dias, como sacos, copos e garrafas de plástico, latas de alumínio, vidros em geral, papéis e papelões, causando a destruição da natureza e a morte de várias espécies animais.

A política de reaproveitamento do lixo ainda é muito fraca, em várias localidades ainda não há coleta seletiva; o que aumenta a poluição, pois vários tipos de lixos tóxicos, como pilhas e baterias são descartados de qualquer forma, levando a absorção dos mesmos pelo solo e a contaminação dos lençóis subterrâneos de água.

É importante que a população seja conscientizada dos males causados pela poluição do meio ambiente, assim como de políticas que revertam tal situação.

E cada um pode cumprir com o seu papel de cidadão, não jogando lixo nas ruas, usando menos produtos descartáveis e evitando sair de carro todos os dias. Se cada um fizer a sua parte o mundo será transformado e as gerações futuras viverão sem riscos.

www.brasilescola.com

4. Blog Dinalemanha

Alexandra, Johannesburgo Festival Football for Hope 2010

Durante la última semana de la Copa Mundial de la FIFA 2010™, 32 equipos de todo el mundo convergirán en Alexandra, Johannesburgo para la celebración de un festival de fútbol muy diferente. Por primera vez, la “dimensión social” del juego se integrará a un evento oficial de la Copa Mundial de la FIFA 2010™.

El Festival 2010 demostrará el poder del juego, dentro y fuera de la cancha. Desde el 4 al 10 de julio de 2010, Alexandra y el mundo experimentarán el fútbol callejero en su mejor expresión. Los equipos mixtos demostrarán sus gentiles habilidades en un torneo rápido de alta intensidad. Se construirá un estadio de fútbol en el corazón de Alexandra, brindando a los espectadores una vista cercana de la acción de fútbol cinco. Y no habrá árbitro a la vista, las reglas del fair play establecen que cualquier desacuerdo entre los equipos se resolverá mediante el diálogo.
by: streetfootballworld

5. Blog de Olho
Com uma considerável participação da comunidade arariense o Ministério Público aliado ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) realizaram no último sábado a eleição que garante o mandato da nova equipe do Conselho Tutelar de Arari. Expectativas superadas com relação ao público esperado, essa superação deve-se aos candidatos e seus aliados nesta luta a caminho de uma das cinco vagas como titular.

Reportagens II Salão Nacional dos Territórios Rurais

Neste post compartilhamos as reportagens radiofônicas produzidas pelos representantes da Rede de Jovens Comunicadores do Território Campos e Lagos Maranhenses, que participaram da cobertura do II Salão Nacional dos Territórios Rurais.

Vale a pena ouvir e conferir o que os jovens Ailton Barros (Arari) e Fernanda Arouche (Penalva) pesquisaram e produziram sobre o evento, na cobertura realizada em conjunto com a Agência Mandacaru (Bahia).

Todos os áudios estão disponíveis para download e veiculação nas rádios comunitárias.

Reportagem Noite João do Valle

Reportagem Slow Food

Reportagem Boa Prática – CEMPs

Reportagem Boa Prática – Telecentros Jovem Cidadão

Reportagem Arte e Aroma

Reportagem Muquiarte

Reportagem Encerramento II Salão Nacional dos Territórios Rurais

Rede de Jovens Comunicadores na cobertura do II Salão Nacional dos Territórios

Representantes da Rede de Jovens Comunicadores do Maranhão estiveram em Brasília na semana passada participando da cobertura do II Salão Nacional dos Territórios Rurais.

O convite foi feito pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, responsável pela coordenação e organização do evento.

Entre os dias 22 e 25 de março, os jovens Ailton Barros, Anderson Tales, Dayse Cristina, Fernanda Arouche e Jailson Mendes integraram as equipes de cobertura radiofônica e audiovisual do evento.

No trabalho de rádio, os jovens maranhenses, junto com jovens da Agência Mandacaru (Bahia), fizeram a cobertura do evento, que consistiu na produção de reportagens e funcionamento de uma rádio interna do evento. Enquanto na cobertura audiovisual, a integração se deu com os especialistas da empresa Iluminati Filmes, contratada para a produção de 12 documentários do evento.

Abaixo algumas imagens da equipe que esteve em Brasília divulgando a Rede de Jovens Comunicadores do Território Campos e Lagos Maranhenses.